CIDADÃO HONORÁRIO: Ex-governador foi homenageado no dia de seu aniversário

A homenagem da CLDF coincidiu com o aniversário de 79 anos do ex-governador que, emocionado, agradeceu a homenagem e a forma como foi acolhido por Brasília. No memorial JK, Roriz recebe título de cidadão honorário em clima de campanha

O governador Rodrigo Rollemberg, a presidente da CLDF, deputada distrital Celina Leão (PDT), a vice-presidente, deputada distrital Liliane Roriz (PRTB), e o ex-governador Joaquim Roriz
Foto: Sheila Souza.

Oito anos depois de encerrar o quarto mandato como chefe do Executivo local, o ex-governador Joaquim Roriz recebeu, nesta terça-feira (4) à tarde, no auditório do Memorial JK, o título de Cidadão Honorário de Brasília. A homenagem chega 16 anos após o então deputado distrital José Rajão (PSDB) propor a concessão da honraria. O governador Rodrigo Rollemberg fez questão de comparecer ao evento e acompanhou a sessão solene da Câmara Legislativa do Distrito Federal, requerida pelo deputado Juarezão (PRTB).

"Existem momentos na vida política em que a gente tem de deixar as diferenças partidárias de lado e reconhecer aquilo de positivo que a pessoa fez para a cidade", destacou Rollemberg. "É uma homenagem justa."

Participaram do evento as deputadas distritais Celina Leão (PDT) e Liliane Roriz (PRTB), presidente e vice-presidente, respectivamente, da Câmara Legislativa, a esposa do ex-governador Roriz, Weslian Roriz, e a presidente do Memorial JK, Anna Christina Kubitschek, além de secretários de Estado, parlamentares distritais e federais, entre outras autoridades.



Foto: Sheila Souza.

Em meio a ovações e emoções, o ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz recebeu nesta terça-feira (4) o título de Cidadão Honorário de Brasília. Roriz comemorou a honraria no dia de seu aniversário de 79 anos, sentado em uma cadeira de rodas.

A sessão solene, realizada no auditório do Memorial JK, reuniu todos os deputados distritais e inúmeros políticos, incluindo o governador Rodrigo Rollemberg. “Ninguém na cidade fez tanta oposição ao Roriz como eu, mas reconheço que ele tem um papel muito importante na nossa cidade”, disse.

A entrega do título de cidadão honorário de Brasília ao ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz começou em clima de campanha. Embora o evento estivesse marcado para as 15h, Roriz chegou ao Memorial JK às 15h40. No auditório lotado, muitas pessoas gritaram e choraram com a chegada dele. Acompanhado da mulher Weslian Roriz, das filhas e netos, o homenageado também ficou emocionado. Políticos de diversos partidos, até petistas como Wasny de Roure (PT) participam da celebração.

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) chegou junto com Roriz e passou por um constragimento logo na entrada. Aprovados no concurso da Polícia Civil do DF prostestaram pedindo nomeações. Até o momento, todas as vezes em que o nome do governador foi citado, ele ouviu vaias. Enquanto isso, os participantes cantam jingles da campanha de Roriz e gritam “Roriz, o governador do povo”.

Roriz se emocionou com as homenagens e agradeceu à Câmara Legislativa pelo título, proposto pelo deputado Juarezão (PRTB). “Esta cidade me acolheu e me permitiu os melhores momentos de minha vida”, disse.

A presidente da Câmara Legislativa, Celina Leão, deixou Liliane Roriz conduzir a sessão, mas, ao fim, afirmou que o ex-governador “sabia como cuidar de gente”. Celina também ressaltou a coragem de Rollemberg de comparecer a um evento de homenagem a um oponente político.

O auditório estava cheio, bem além de sua capacidade de assentos. Além de políticos e empresários, diversos apoiadores de Roriz lotaram os corredores e cantaram em coro seu jingle político. Senhoras emocionadas subiram ao palco para abraçar o homenageado.

Roriz foi governador do DF por quatro mandatos e realizou obras como o Metrô, Corumbá 4, Centro de Convenções, Hospitais a ponte JK, entre outras.

Foto: Sheila Souza.

Mandatos
Com início da vida pública em Goiás e natural de Luziânia, Joaquim Domingos Roriz, que hoje completa 79 anos, governou Brasília pela primeira vez em 1988, por indicação do então presidente da República, José Sarney — à época não havia eleições no Distrito Federal. Para os outros três mandatos — de 1991 a 1994, de 1999 a 2003 e de 2003 a 2006 —, foi eleito pelo voto popular. Roriz também ocupou os cargos de ministro da Agricultura e Reforma Agrária, no governo Fernando Collor de Mello, e de senador da República.

Fonte: Redação.
Compartilhar

Por: Movimento dos Comunicadores do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário