SIMULADO: Secretaria de Educação aplica prova do Enem para a rede pública

Alunos do 3° ano poderão fazer o teste nas próprias escolas. Serão dois dias de provas, na quarta-feira (16) e na quinta-feira (17)

A Secretaria de Educação aplicará provas para simular o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem). O teste vai ocorrer na quarta-feira (16) e na quinta-feira (17) para cerca de 20 mil estudantes do 3° ano do ensino médio da rede pública.

De acordo com a pasta, um dos objetivos do simulado — que também serve de preparação para o Programa de Avaliação Seriada (PAS), da Universidade de Brasília (UnB) — é promover um maior interesse dos jovens pelo ensino superior. A secretaria informou que o exercício não é obrigatório, mas os alunos que se submeterem ao teste terão as provas corrigidas e receberão retorno sobre o desempenho, inclusive com correção da redação.

No primeiro dia, os estudantes terão até quatro horas e meia para concluir as provas de ciências humanas e ciências da natureza. O dia seguinte — quando serão aplicados os exercícios de linguagem e de matemática, além da redação — terá 30 minutos a mais para a resolução das questões.

O simulado será aplicado nos três turnos das aulas. Na manhã do primeiro dia, a avaliação terá início às 7h30 e vai até o meio-dia. Para os alunos do turno vespertino, o horário é das 13h15 às 17h45; e, à noite, das 19 horas às 23h30. No segundo dia, haverá acréscimo de 30 minutos em cada turno.

A secretaria informou que também será simulado o ambiente de prova. De acordo com a pasta, os estudantes devem chegar com antecedência às escolas. Não será permitido usar materiais para consulta, como livros, calculadoras e aparelhos eletrônicos. Deve ser utilizada caneta de tinta preta. Os alunos só poderão deixar a sala duas horas após o início do teste, sem o caderno de questões, que será devolvido em outro dia pela própria instituição.

O Enem será aplicado em 24 e 25 de outubro. Mais informações no site do exame.

PAS
Cerca de 200 estudantes se manifestaram, na manhã desta terça-feira (15), na Rodoviária do Plano Piloto, para cobrar a isenção do valor da prova do PAS para alunos de baixa renda. Apesar da reivindicação, a Secretaria de Educação informou que não vai arcar com as taxas. De acordo com a pasta, o pagamento não poderá ser feito por falta de previsão orçamentária e de respaldo legal. Segundo informações da Polícia Militar, o ato, iniciado às 9 horas, foi encerrado por volta das 11 horas.

Fonte: Redação.
Compartilhar

Por: Movimento dos Comunicadores do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário