Deputado Iolando apresenta balanço de seu mandato

A nova legislatura da Câmara Legislativa do Distrito Federal, completou 100 dias nesta quarta-feira (10). O deputado Iolando (PSC), trabalhou intensamente nestes 100 dias de mandato

Iolando tomou posse em 1º de janeiro, para assumir seu primeiro mandato de deputado distrital e na Câmara Legislativa, sua principal bandeira será em prol das pessoas com deficiência.

Após disputar eleições quatro vezes, Iolando foi eleito e pretende em seu mandato, dar voz ao seu segmento. O parlamentar começou sua vida política, depois que um grave acidente o deixou entre a vida e a morte.

Reformado pela Força Aérea Brasileira há 28 anos, depois de vencer muitas batalhas, muitas cirurgias e danos irreparáveis como a perda total dos movimentos do braço direito, ele resolveu trabalhar em prol das pessoas com deficiência.

No Distrito Federal, um quinto da população tem algum tipo de deficiência e vivem em uma cidade muito deficitária ainda, nessa questão, o que causa muitas vezes, grandes constrangimentos.

Para tentar amenizar os problemas enfrentados por esse público, o distrital apresentou vários projetos de leis, que vão beneficiar diretamente as pessoas com deficiência.

Durante esse período de mandato, o distrital apresentou 42 Projetos de Lei, 3 Projetos de Lei Complementar, 3 Propostas de Emenda à Lei Orgânica, 2 Projetos de Decreto Legislativo, 3 Moções e 29 Requerimentos.

O parlamentar destinou ainda, 11 milhões de verba parlamentar para iluminação, infraestrutura e obras, educação, agricultura, esporte e laser, cultura e apoio de ações e livros de leitura e literatura. E, de acordo com a Polícia Legislativa da Câmara Legislativa do DF a (Copol), o distrital atendeu em seu gabinete 954 pessoas, durante esses 100 dias de mandato.

Entre os projetos protocolados pelo deputado Iolando, um dos principais PLs, vai beneficiar diretamente o contribuinte que é, defender que 30% do ICMS ou ISS recolhidos pelos estabelecimentos sejam transferidos aos participantes do Nota Legal, para que eles possam usar no abatimento do IPVA ou do IPTU, Projeto de Lei para redução da alíquota do IPVA e conceder desconto para quem recolher o imposto em cota única.

“Quero defender a pessoa com deficiência com prioridade, além disso, vou estar atento aos interesses do contribuinte. Garanto, sempre que houver, necessidade meu voto será em favor do que for bom para a população, sem ferir os meus princípios”, afirma o deputado Iolando.

Durante quase quatro meses de mandato, o distrital Iolando também levou à comunidade de Brazlândia e do Incra 8, o gabinete participativo, para ouvir as demandas da população, com a finalidade de ouvir os problemas enfrentados no dia a dia, pelos moradores das duas regiões.

Cerca de 180 pessoas participaram das duas edições do gabinete participativo e apresentaram diversas demandas para serem discutidas com o distrital, durante o encontro. As pessoas que estavam presentes, puderam falar sobre seus pleitos e interesses nas áreas da Segurança, Saúde, Educação, Transporte, Cultura, Esporte, Infraestrutura, área rural e também sobre ações voltadas para as pessoas com deficiência.

Muitas demandas foram discutidas, com a população, que pediu aumento do efetivo policial na região, reforma e construção das instalações do 16º Batalhão Policial Militar, Instalações de câmeras de monitoramento em pontos estratégicos na área urbana e rural de Brazlândia.

Além desses temas, vários outros, foram debatidos com o deputado Iolando, que tem buscado a ajuda e o comprometimento de autoridades do Governo local, para solucionar o mais breve possível os problemas que as comunidades vêm enfrentando, como por exemplo a superlotação do Hospital Regional de Brazlândia, a demora na duplicação da BR 080, o que tem ocasionado inúmeros acidentes graves e fatais no local.

“Ouvir a população sobre os problemas de suas regiões, debater sobre essas demandas e buscar uma solução para as pessoas, será um compromisso do meu mandato, afirma o parlamentar”.
Compartilhar

Por: Paulo Melo

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

0 comentários:

Postar um comentário