Genoino consegue13% de sua multa em primeiro dia de site no ar

De acordo com o setor jurídico do PT, foram conseguidos R$ 89 mil do total de R$ 667,5 mil que devem ser pagos à Justiça
O site de arrecadação montado pela família do ex-deputado José Genoino (PT) para pagar o valor da multa estipulada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu cerca de 13% do valor da penalidade financeira. De acordo com Marco Aurélio de Carvalho, coordenador do setor jurídico do PT, até a última sexta-feira foram arrecadados R$ 89,495,55 mil em contribuições. Genoino têm até o dia 20 de janeiro para pagar R$ 667,5 mil. Segundo Marco Aurélio, a próxima parcial de arrecadação deve ser divulgada nesta terça-feira. "Estamos acompanhando pelo setor jurídico para que tudo corra dentro da legalidade", disse.


Na última quinta-feira, a família de José Genoino colocou no ar a página para tentar arrecadar os recursos para pagar a multa estabelecida pela condenação no processo do mensalão. No texto de apresentação da estratégia de arrecadar fundos, a família faz um breve histórico da atividade do petista e afirma que “tem todos os motivos para se orgulhar dele”. A mensagem ainda sustenta que ele foi condenado “sem provas por um tribunal que se dobrou a um linchamento midiático. Genoino está sendo alvo agora de uma perseguição rancorosa e odiosa”. Ainda de acordo com o site, “Genoino não tem patrimônio para arcar com tal despesa”. 

Diferentemente de outros sites que foram montados para arrecadar o valor da multa, a página de responsabilidade da família só libera essa informação para quem fizer a doação, que deve realizar um cadastro que dá acesso a atualização dos valores. Os doadores ainda poderão deduzir a quantia do Imposto de Renda. O site apresenta as informações necessárias para isso. 

Na semana passada, o presidente do PT, Rui Falcão, pediu que os militantes do partido ajudem Genoino a pagar a multa. “Como o PT, em virtude da lei, não pode utilizar recursos próprios e nem do Fundo Partidário, propomos esta corrente de solidariedade que deve, igualmente, estender-se aos companheiros José Dirceu, Delúbio Soares e João Paulo Cunha”, afirmou.
Compartilhar

Por: Movimento dos Comunicadores do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário