Antecipação de receita para professores

A intenção do governador Rodrigo Rollemberg (PSB) de antecipar receita para pagamento de servidores precisa passar pela Câmara Legislativa. Apesar de a solicitação não ter sido formalizada, há a possibilidade de os distritais serem convocados antes do fim do recesso para tratar sobre o assunto. Por meio da assessoria de imprensa, a presidente da Casa, Celina Leão (PDT), disse que está aberta a negociar com os colegas a votação fora de época. “É uma maneira legal de amenizar os problemas de pagamento dos servidores, injetando recursos na economia do Distrito Federal, para que a cidade retome a sua normalidade”, disse.


A própria pedetista não se encontra em Brasília — ela passa as férias no Rio de Janeiro e tem retorno previsto para sexta-feira. Celina justificou que a situação do DF é, de fato, complicada e que todos precisam se esforçar para tentar amenizar as dificuldades enfrentadas. Respondendo interinamente pela presidência, a vice, Liliane Roriz (PRTB), salientou que os parlamentares precisam estar disponíveis o tempo todo. “Se for necessário, eu concordo e apoio a autoconvocação. Creio que se o projeto for a plenário, não teremos dificuldades em aprová-lo, pois os distritais entendem os problemas dos servidores e da população.”

Crítica 
O oposicionista Chico Vigilante (PT) disse que a questão poderia ter sido resolvida no fim do ano passado. “Não precisaríamos estar discutindo agora a necessidade de uma autoconvocação para votar uma provável antecipação de receita. Apresentamos a ideia de deixar o projeto pronto em 2014, mas os aliados de Rollemberg não concordaram”, criticou.

Fonte: Redação.
Compartilhar

Por: Movimento dos Comunicadores do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário