Serviços normalizados na Novacap

Depois de mais de uma hora reunidos no gramado em frente à Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), os funcionários da estatal decidiram, ontem, normalizar os serviços de poda de árvore, manutenção de canteiros, plantio de mudas e de tapa buraco. A cidade estava com os trabalhos interrompidos desde 22 dezembro. O motivo, mais uma vez, está relacionado com a crise financeira enfrentada pelo GDF. No caso da Novacap, 2.020 empregados têm o tíquete natalino e o vale-transporte atrasados. Alguns também não receberam as férias. A categoria decidiu retornar ao trabalho, mas deu um prazo ao governo.

Eles voltam a se reunir em 27 de janeiro.

Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos (SindSer), André Luiz da Conceição, a volta é um voto de confiança da categoria no novo governo. Ele afirmou que os trabalhadores entendem que a culpa não é apenas de Rodrigo Rollemberg e, por isso, vão retomar os serviços na esperança de que os pagamentos atrasados sejam acertados até o fim do mês. Parte dos benefícios que não tinham sido pagos desde o fim do ano passado começaram a ser liquidados na última semana, e os funcionários receberam os vales alimentação e combustível. “Tivemos reunião com o governo na semana passada, sobre essa crise. Superando isso, o governo vai se normalizar. Vamos dar uma chance, mas será até o dia 27”, explicou André.

A decisão veio em assembleia, com votação da maioria dos funcionários. Mas não foi consenso. Ao fim da reunião, servidores reclamaram do “voto de confiança”. “Eu acho que o sindicato tinha que ter uma postura mais firme. Vale (transporte), depois que você tira do seu bolso pra pagar, já era. Vão protelar até perdermos o benefício. É muito perigoso isso”, justificou Adão Ferreira, 54 anos, que trabalha como pedreiro na Novacap. O sindicato explicou que os servidores que não receberam o vale-transporte também não precisam ir trabalhar. É o caso do auxiliar de serviços gerais Paulo Freire, 60 anos. “Estou sem vir trabalhar desde dezembro e só volto quando depositarem o vale-transporte, porque não tenho como tirar do meu bolso para pagar a passagem”, desabafou. Procurada pela reportagem, a Novacap resumiu que os benefícios atrasados começaram a ser pagos no último dia 9.


Reajuste adiado
Os servidores da Novacap cobram também a efetivação de um acordo firmado no governo passado, de reajuste dos salários. De acordo com o SindSer, foi assinado um Plano de Cargos e Salários (PCS) que prevê reajustes de 12%, em média, para todos os cargos. O plano deveria ter sido efetivado no fim do ano passado, para que o salário de janeiro já viesse com a alteração. No entanto, de acordo com informações da entidade, a expectativa da categoria é que o plano entre em vigor ainda neste mês, para o salário de fevereiro.

Compartilhar

Por: Movimento dos Comunicadores do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário