Mais tempo para a regularização dos puxadinhos



Preocupados com as derrubadas, empresários se reúnem com os deputados distritais e o governo


Deputados, empresários e representantes do Executivo participaram se reuniram ontem na Câmara Legislativa para debater a quinta prorrogação do prazo para a derrubada e notificações de multas de estabelecimentos que ocuparam áreas públicas nas Asas Sul e Norte irregularmente, com os chamados “puxadinhos”. 

O prazo vence no fim deste mês. O objetivo é prorrogar esse tempo até o dia 27 de junho de 2016. Nesse período, deve ser feito um novo projeto de lei definitivo para resolver a questão.


Governistas e empresários são unânimes em afirmar que a atual legislação é complexa e difícil de se cumprir. “Precisamos conversar sobre formas de desburocratizar o processo. Para isso, precisamos prorrogar o prazo para aplicação da lei. Eu não entendo como uma simples prorrogação, mas forma de ampliar o debatem criando um grupo de trabalho”, declara o administrador de Brasília, Igor Tokarski.


Proprietário de um bar na Asa Norte há 30 anos, Francisco Marinho, o Chiquinho, desabafa: “A situação nos faz pensar em mudar de ramo. É muita burocracia e não se cria facilitadades para os empresários”.

Substitutivo

Os representantes do Executivo e do Legislativo e empresários se encontram novamente hoje às 9h, na Câmara, para debater o projeto para se votar na terça-feira. Segundo a presidente da Casa, Celina Leão (PDT), a tendência é que a proposta do governo seja mantida com poucas alterações, porém há chance de se votar um substitutivo.

Fonte: Jornal de Brasília.
Compartilhar

Por: Movimento dos Comunicadores do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário