SERVIDOR: Escola de Governo do DF já capacitou 4 mil servidores nesse ano

Instituição oferece cursos presenciais e a distância com programas voltados às necessidades da administração pública

Foto: Paulo Roberto

Mais de 3 mil servidores do governo de Brasília, dos 119.163 ativos, foram capacitados em 2015 na Escola de Governo do Distrito Federal — 2,1 mil em cursos de extensão presenciais e 946 na modalidade a distância. Os números referem-se ao último levantamento, feito em 31 de maio. A instituição, subordinada à Secretaria de Gestão Administrativa e Desburocratização, também oferece palestras e debates. A programação é trabalhada com base nas necessidades dos órgãos governamentais, e as inscrições para as atividades, quando abertas, podem ser feitas na página da escola na internet.

Gerente de orçamento e finanças na Administração Regional do Itapoã, o servidor Rodney Freire, de 33 anos, é um dos alunos do curso de Administração Orçamentária, Financeira, Patrimonial e Contábil com foco no Sistema Integrado de Gestão Orçamentária (Siggo). "Alguns conceitos já antigos estão mudando", observa Rodney. Para ele, o aperfeiçoamento "permite estar mais atualizado com as informações, de forma a desenvolver o trabalho de maneira mais correta."

A servidora da Administração Regional do Setor de Indústria e Abastecimento Viviane Bravo, de 36 anos, trabalha como gerente de orçamento e faz o mesmo curso. "É sempre bom, aumenta os conhecimentos; bom para o currículo também", conta ela, que já se matriculou em outras disciplinas.

Benefício
O diretor-executivo da Escola de Governo, José Wilson Granjeiro, acredita que o benefício vai além da sala de aula. "A maior riqueza não está só nas aulas, mas na troca de experiências entre as pessoas de diversas regiões administrativas, órgãos, entidades e carreiras", destaca. Segundo ele, a qualificação é necessária para que haja visão estratégica, com ênfase em resultados.

As aulas presenciais são ministradas por instrutores e as virtuais, por tutores. Em grande parte, tratam-se de servidores efetivos do governo de Brasília, mas também há especialistas convidados. A escola firma parcerias com instituições públicas e privadas.

O chamamento para ingressar no banco de instrutores está aberto por tempo indeterminado, e as convocações realizam-se conforme a demanda. Os procedimentos para inscrição estão disponíveis no site.

Reforma
A estrutura física, composta por dois blocos, passa por reformas. A revitalização envolve vários aspectos, como pintura, iluminação e instalação de ar-condicionado. Além das salas de aula, a escola conta com laboratório de informática, sala de videoconferência, espaço de convivência, sala de estudo e pesquisa com computadores conectados à internet e auditório com 120 lugares. Quando estiver totalmente equipado, o complexo, no Setor de Garagens Oficiais Norte, terá capacidade para abrigar mais de mil servidores por turno para diversas atividades.

A sala de estudo e pesquisa é aberta à comunidade, que pode usufruir do espaço e do acervo de mais de 5 mil livros liberados para consulta no local. Com ambientes separados por divisórias e mesas de estudo, ele funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas. O aluno de engenharia de redes Luís Felipe Freitas frequentou a sala uma vez e disse que pretende voltar. "O espaço é ótimo, bem confortável."


Escola de Governo do Distrito Federal
Cursos de extensão presenciais e a distância para servidores
Informações no site: http://www.escoladegoverno.seap.df.gov.br
Setor de Garagens Oficiais Norte, Quadra 1, Área Especial
Contatos:
3344-0081 (cursos)
3344-0007 (reservas de espaço para atividades de órgãos governamentais)

Fonte: Redação.
Compartilhar

Por: Movimento dos Comunicadores do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário