SEGURANÇA: Furtos e roubos no comércio mantêm em queda em Goiás

O número de ocorrências de furtos e roubos no comércio mantém redução tanto em Goiás como no Entorno do DF 

Foto: Polícia Militar

Em todo o Estado, a queda nos nove primeiros meses de 2015 atingiu 10,5%, em relação ao mesmo período de 2014.

Em Aparecida de Goiânia, a queda nos furtos e roubos no comércio é idêntica à registrada na Capital (ou seja, 19%). No entorno do Distrito Federal, ainda segundo o Observatório de Segurança, o recuo atingiu 17,6% de janeiro a setembro de 2015, diante de período idêntico do ano passado.

Em relação aos números absolutos, 2015 tem, até agora, 1.112 casos a menos que igual período de 2014. De janeiro a setembro do ano passado, ocorreram 10.637 furtos e roubos no comércio em todo o Estado. Neste ano, até setembro, foram 9.525. A maior parte desse volume está concentrada em Goiânia, onde houve 755 casos a menos até agora. Em 2014, foram 3.950 ocorrências entre janeiro e setembro. Já em 2015, a quantidade caiu para 3.195. Em Aparecida de Goiânia, foram 159 casos a menos e, no Entorno do Distrito Federal, 319.

Os dados isolados de ocorrências no comércio também são positivos. Quando o recorte é apenas os furtos, a diminuição é de 13% nas ocorrências em Goiás. Em Goiânia, o indicador está 18% abaixo do registrado no mesmo período de 2014. Já em Aparecida de Goiânia, o porcentual de queda é o mesmo da capital: 18%. No entorno do Distrito Federal, o recuo nos registros de furtos no comércio ficou em 5,8%.


Em relação ao roubo no comércio, também há queda em todas as regiões analisadas. No Estado, ela chega a 6,9% no ano. Em Goiânia e em Aparecida de Goiânia, a diminuição é mais significativa, atingindo 20% em ambos os municípios. No entorno do Distrito Federal, houve 19% menos roubos no comércio nos nove primeiros meses do ano em relação ao mesmo período de 2014 (veja quadro).


Produtividade
Os números do segundo semestre reforçam a tendência de diminuição das ocorrências no comércio aferida no primeiro semestre. Goiânia, por exemplo, teve o menor número de furtos e roubos no comércio da série histórica, iniciada em 2011, com a estruturação das estatísticas pela Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária.

Os resultados podem ser atribuídos a uma série de fatores, entre eles o incremento das ações policiais. De janeiro a setembro, foram realizadas 846.421 abordagens policiais (56% a mais que no mesmo período de 2014). O número de operações no Estado saltou 21%, passando de 43.440 para 52.602.

Fonte: Redação.
Compartilhar

Por: Movimento dos Comunicadores do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário