EVENTO: Aniversário do Gama será comemorado de quarta (12) a domingo (16)

O primeiro dia de festividades terá cavalgada e desfile cívico-militar. Nesta quarta-feira (12), o Gama completa 56 anos. Para comemorar, a programação vai até domingo (16), com atrações diversas, como desfile, exposição de carros antigos e recreação infantil



Uma cavalgada abrirá as festividades no dia do aniversário, que também é feriado de Nossa Senhora Aparecida e Dia da Criança. Os cavaleiros se reunirão em frente à Igreja Santa Rita de Cássia (Área Especial 8, Lote A, Setor Sul), às 8 horas. Outro evento do dia é o desfile cívico-militar. A concentração será às 8h30, em frente ao Centro Olímpico e Paralímpico do Gama, e a marcha ocorrerá da Avenida Wagner Piau até a administração regional, onde estarão montados arquibancada e palanque. Para a abertura do desfile, às 9 horas, está previsto ainda um sobrevoo de paramotor.

Na sexta-feira (14), o Espaço Cultural Galpãozinho, próximo à rodoviária da região administrativa, abrigará um encontro de DJs. O sábado (15) contará com um torneio de vôlei a partir das 8 horas na quadra de areia, ao lado da Inspetoria de Saúde (Avenida Paraim, Conjunto D), onde haverá também orientações médicas e aulas de zumba. Das 9 às 12 horas, a ação social Alecrim Dourado distribuirá brinquedos e levará atrações recreativas infantis. À tarde, das 14 às 19 horas, carros antigos ficarão expostos na Área Pró-DF (Lote 225/235).

O encerramento, no domingo (16), será com o projeto Evangelismo de Rua — iniciativa de um grupo de igrejas evangélicas da comunidade —, na Praça do Cine Itapuã, das 11 às 17 horas, e terá atividades como cama elástica, tênis de mesa, totó e comidas diversas.

A programação do aniversário do Gama é organizada pela Administração Regional do Gama e, de acordo com o órgão, não implicou gastos extras para o governo, graças a parcerias com a iniciativa privada e com movimentos sociais.
História do Gama

Com a mudança da capital do Brasil para o interior do País, as terras que pertenciam às fazendas Gama, Ponte Alta, Ipê e Alagado ficaram dentro da área escolhida para abrigar Brasília. Em 1959, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), residiam no local que viria a se tornar o Gama pouco mais de 950 pessoas. Na década de 1960, 30 famílias foram transferidas para lá, em função das obras da barragem do Lago Paranoá.

O Gama tornou-se região administrativa em 1989, por meio da Lei nº 49/89 e do Decreto nº 11.921/89, que fixou os novos limites das regiões administrativas do Distrito Federal. A população urbana estimada para 2015 foi de 141.911 habitantes, de acordo com a Companhia de Planejamento (Codeplan).
Compartilhar

Por: Movimento dos Comunicadores do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário