As eleições 2020 serão marcadas pela comunicação via celular


Sabe quantas horas por dia, o brasileiro fica em média conectado à Internet? 9 horas! Pois é, mais que a carga horária convencional de um dia de trabalho. E neste ano de eleições municipais a comunicação digital é ferramenta obrigatória para quem precisa se apresentar ao eleitor, pedir o voto e buscar a vitória das urnas. Você é pré-candidato? Como estão suas redes digitais? Prontas para a guerra? Ou estão no ritmo do “mais ou menos”? Se liga neste artigo, com dicas que vão te ajudar a explorar de forma profissional as redes digitais nesta campanha.


Eu sou Hellen Quida, jornalista, analista de mídias sociais e trabalho com Marketing Político há 20 anos. Vou compartilhar com você dicas iniciais para utilizar as redes sociais de maneira profissional, para alavancar sua campanha eleitoral.

A primeira ação que você precisa fazer é ORGANIZAÇÃO. E como faz isso? Comece pelo e-mail. Crie um e-mail padrão, que seja o login de todas as redes sociais que você utiliza. Aproveite e configure neste e-mail ou outro e-mail de segurança, caso você perca a senha e possa recorrer a ele para recuperar. Este e-mail deve ser acessado diariamente. O e-mail é uma das ferramentas mais importantes da sua campanha e será o elemento mais importante da sua relação com o Tribunal Regional Eleitoral. Por que isso? Porque no registro da sua candidatura, o TRE vai solicitar um e-mail para que eles possam se comunicar com você sobre qualquer informação, representação, ou alteração de qualquer tipo de situação, que em determinado momento da campanha acontecer. Que tipo de situação? Você poderá ser intimado a responder uma representação de um adversário, por exemplo e o TRE não vai mais mandar o oficial de justiça, sabe Deus onde você estará em plena campanha, para te entregar a representação. Isso não te pertence mais, coisa do século passado. Agora você é obrigado a deixar seu e-mail para que o TRE deixe lá a representação que você tem 48 horas para fazer a defesa. Se você não acessar o e-mail, não vai promover sua defesa e não vai apresentá-la ao TRE. E isso com certeza vai prejudicar sua campanha.

Eu sugiro a criação de um e-mail no GMAIL, do Google, que é a ferramenta mais completa e conectada com diversos serviços, como agenda, localização, pesquisa, etc. Se quiser simplificar, crie um e-mail para o TRE e mantenha o hábito de consultá-lo sempre, e também compartilhe o acesso deste e-mail com os membros da equipe da sua campanha.

E atenção: o TRE não vai passar um zap para você! O Whatsapp é uma potência de comunicação em rede, as pessoas utilizam o Whatsapp o tempo todo, mas não serve como canal de comunicação oficial entre você, o TRE e demais órgãos oficiais das eleições.

Neste e-mail inclusive você pode guardar uma mensagem com os logins e senhas das suas redes sociais. É muito comum a gente perguntar para as pessoas, quando estamos atendendo um cliente e ele precisa de ajuda. Eu digo: qual a sua senha do Facebook? Do Instagram? E a pessoa diz, ai não sei, foi meu filho que criou esse Facebook pra mim e colocou no meu celular, tenta isso, e aquele outro, enfim. AMADORISMO! Você precisa ser profissional e tratar as redes sociais com seriedade e profissionalismo que elas merecem. Com a cópia de todas as senhas no e-mail, que é um lugar seguro, você consegue gerenciar suas redes também pelo computador.

E quais as plataformas são as mais indicadas para utilizar nesta campanha?

- Facebook - Instagram - Whatsapp - Youtube - Blog ou site

Cinco redes sociais! Nossa muita coisa né? Mas para quem deseja ocupar um cargo eletivo ano que vem precisa trabalhar e trabalhar com as ferramentas certas.

Porque o site/blog? O site ou blog é a casa própria do político nas redes sociais. Todas as outras você ocupa um espaço, usa a ferramenta para se comunicar, mas ela não é sua, é como se fosse uma casa alugada. Já o site, você compra o domínio e a hospedagem e aquele espaço é seu, para por suas fotos, seus textos, suas propostas de campanha, sua história, suas conquistas, vídeos, podcasts, notícias da campanha etc. E se você não tiver um site ou blog e em plena campanha, o Facebook, o Instagram, dá um pau, sai do ar, enfim, e todas as suas informações estão guardadas apenas lá? Por isso é importante ter um lugar só seu na Internet, um www.josedasilva.com.br que este você pagando direitinho, não é caro, suas informações estarão sempre disponíveis ao seu eleitor.

Outra vantagem também em se ter um site, é que se acontecer uma acusação, calúnia, fofoca, fake News, você pode em seu site publicar sua defesa, uma nota esclarecendo a verdade, em um espaço oficialmente seu, verídico e com credibilidade. Se está no seu site é porque é oficial. E é importante que na sua equipe tenha um profissional responsável por alimentar este site.

Vamos então as redes, uma a uma:

Facebook. E você pode me dizer, ah mas o Facebook está em decadência, o negócio agora é Instagram. Não é bem assim, o Facebook é rede consolidada, homens e mulheres de todas as idades estão por lá e o Instagram é mídia em franca ascensão, com presença marcante de jovens, mas não é por isso que você vai abandonar o Facebook. Use as duas: Facebook e Instagram.

Outra rede importantíssima que você deverá é o Youtube. O Youtube é o segundo site de busca no mundo. Ele mudou radicalmente a entrega de conteúdo digital e o consumo de mídia no mundo. No livro Streampunks: YouTube e a mídia restante dos rebeldes, o autor revela que 400 horas de vídeo são baixadas no Youtube por minuto. 400 horas de downloads são feitas por minuto no Youtube. Você tem noção do que isto significa? É um negócio gigantesco, assombroso. Hoje as pessoas ganham muito espaço e tornam-se youtubers famosos, ganham dinheiro inclusive com esta exposição. O que isso tem a ver com sua campanha? Faça vídeos, faça vídeos, faça vídeos e poste no Youtube, replique nas demais redes, mas faça vídeos em grande escala. E rede social não é TV. Você posta um vídeo hoje e as 100 pessoas que o verão hoje, podem não ser as mesmas 150 pessoas que verão o vídeo de amanhã? Consegue entender isso? Então você precisa produzir e postar vídeos todos os dias durante sua campanha.

E por fim, o queridinho de todos: Whatsapp. E por ter se consolidado como umas das ferramentas mais usadas no mundo para comunicação instantânea o Tribunal Superior Eleitoral formou comissões de trabalho para buscar formas de impedir a proliferação das fake News via whatsapp. E nós temos que ter alguns cuidados para utilizar esta rede. Mas este assunto em específico vamos tratar em detalhes em outro artigo. Abraço.

Compartilhar

Por: Hellen Quida

0 comentários:

Postar um comentário